fbpx
Felipe Oliveira
texto, voz, synths, percussão, produção
LC Guimarães
guitarras, baixo, voz em
"Aicú do Zoo"

Gado

Gado
É todo mundo gado
Abatedouro é
É pra lá que vai o gado

O “mal”, ressalto eu
Que é muito relativo
Há na possibilidade
Da consciência negativa

Inteligência
Tão sublime de negrume
Que esqueceu
O coração numa lata de betume

Poe fogo então
Seu João, mete fogo
No betume

Eeeeeeiiiiii!!!!!! Beleeeeza!

Karma eu
Karma tu!
Karma o rabo
Do tatu!

Empatia ainda ausente
Ensimesmado ardente
Um crocodilo ou
Fina serpente
Um intelecto raro por aí
Com tecnologia da mente

Pra esses aí
Todo mundo é gado

E abatedouro é
Pra onde que vai o gado

Homem e mulher
Gado
É criancinha
Gado
Ou ancião
Gado

A humanidade,
É muita gente
Não sobra nenhum não

Pensando bem,
Qual é a perspectiva
Das possibilidades
Do gado
Despertar?

Vixiiiiii………!!!

Depois do pão
Mais pão
Depois do circo
Mais circo

Então vai?
Vai pra onde?

Vai pro
Abatedouro é
É pra la que vai o gado

Depois do pão
Mais pão

Depois do circo
Mais circo

Felipe Oliveira
texto, voz, synths, percussão, produção
LC Guimarães
guitarras, baixo, voz em "Aicú do Zoo"