fbpx

Lua no Ascendente

Pobre coitado
Sente que o destino
Faltou com
O respeito

Nada de anormal,
Essa dor no peito
Tem nome:
É causa e efeito

Não quero a dor não!
Mas é assim, de coração aberto
A burrice do passado
Me faz um pouco mais esperto

Que medo do futuro…
Só, rejeitado, na sarjeta
Mas do alto vem
Um sorriso ou abraço
De presente, uma gorjeta

Seja bem-vinda,
Criada então a força
Ao fim do rude ciclo
Justiça servida
O destino que me ouça
Esse mudo grito

Amor que vai
Amor novo vem
A roda gira
Pra gente aprender
A mais querer o bem

Felipe Oliveira
texto, voz, synths, sons ambientes, produção
LC Guimarães
guitarras, baixo