fbpx

Regente de Escorpião

Pensei na enxurrada
E na secura.
Via nuvens negras
No horizonte
Ouvia trovões à distância

Aproximavam-se?
Ou afastavam-se,
Os raios e relâmpagos?
Não sabia distinguir

Olhei para trás
Por um momento
Voltei a visão à frente
E aqui estava…

Água, e mais água
Sobre a cabeça
Sob os pés
Pela mente
eE coração

A enxurrada
Levou a secura
Ao nada
Quase afogado
Não adianta dizer não

Lágrimas e mais lágrimas
Dor e confusão
Estrutura abalada
Já sem qualquer direção

Àgua, e mais àgua
Sem lembrar
O que não é mágoa…
Marte com sua arte
De duro amor e
Dissolução

Felipe Oliveira
texto, voz, synths, sons ambientes, produção
LC Guimarães
guitarras, baixo