fbpx

O Pêndulo

O pendulo balança
O coração dança

Buscando mesmo
Alguma temperança
Um vislumbre
De equilíbrio
Um sonho de harmonia

Parecia que podia
Mas a força de vontade
(E tudo tão empírico)
Se rompeu pela
Força da gravidade
Do espírito

O pendulo balança
O tigre dorme
Desperta faminto e enorme
Se esquiva e resvala
Na ponta de qualquer
Lança

A lei é:
seja feita
A vossa vontade.
É o amor pelo vento
E todo causado
Aéreo movimento

Cria, compartilha
Reparte e procria
O coração se lança
Pois o pendulo balança
Mais e mais ébrio
Apaixonado
Por essa
Sinfonia

Outrora sorria
Perdido
E sem guia
Achei que podia
Saltar como fera
E viver
Em eterna
Primavera

Pause e medite
Desfrute a melodia
Rios de lágrimas
Sem prazer
Ou qualquer cor
Derrame e assista
Essa fita
Do Pivô

Felipe Oliveira
texto, voz, synths, sons ambientes, produção
LC Guimarães
guitarras, baixo